4 coisas que facilitam a vida na cozinha

postado em: Casa, Gourmet | 0

Dia desses uma amiga que não gosta/ sabe muito cozinhar me ligou pedindo umas dicas para facilitar a vida na cozinha. “Esse negócio de picar cebola e alho a cada refeição não rola”, dizia ela. Mas o resultado vinha sendo uma comida sem graça, sem sabor algum. E ela – graças a Deus – não queria apelar para temperos prontos. Nem precisa. Alguns preparos prévios, feitos de uma só vez e em grandes quantidades para serem congelados em pequenas porções são como bênçãos para ganhar tempo no dia a dia. Assim como ter um freezer ou geladeira com bom espaço de congelamento.

Veja alguns tuques.

Tempero básico


Ter sempre pronto na geladeira um pote com alho picado, não tem preço. Tire uma tarde na frente da TV para descascar três a quatro cabeças de alho (mergulhe os dentes na água morna alguns minutos antes para facilitar a tarefa). Coloque-os no mixer e triture até a gramatura que preferir. Transfira o alho picado para potinhos de vidro devidamente esterilizados com água quente (inclusive as tampas) e cubra-os com óleo ou azeite. Pronto, o seu tempero base está pronto para ser usado ou congelado.

Você também pode acrescentar sal à mistura, mas eu prefiro partir a dosagem do zero em cada receita. E pode colocar cebola? Há quem tenha me dito que sim, mas sinceramente nunca tentei porque parto do princípio que cebola estraga muito rápido e pode colocar a perder todo o trabalho. Melhor não arriscar.

Caldos


Aqui está o segredo para qualquer prato ficar muito mais saboroso. Não tem milagre, tem sabor concentrado em cubinhos de gelo pra você colocar nos molhos, ensopados, risotos, sopas, feijão e onde mais você achar que falta aquele não sei o quê. Você vai perder umas horinhas na frente do fogão? Vai. Mas vai ganhar outras tantas nos meses seguintes. Sem falar nos nutrientes extras.

Comece pelos caldos básicos, de legumes e carne, por exemplo. Para o primeiro, junte cenoura, cebola, alho, salsão, tomilho, talos de salsinha e alho-porró. Toste-os levemente na própria panela, adicione água e cozinhe em fogo médio por uns 30 a 45 minutos. Deixe esfriar, coe e congele em potinhos ou forminhas de gelo. Assim você vai usando conforme a necessidade.

Para o de carne, junte em uma assadeira rodelas de cebola, cenoura e ossos bovinos (de preferência da canela, que têm mais tutano). Leve ao forno bem quente até tostar. Isso vai levar de 1h30 a 2h. Quando estiver pronto, transfira para uma panela com mais um pouco de cebola, cenoura, salsão, alho-poró, louro e tomilho, cubra com água e cozinhe em fogo baixo por mais 2 a 3 horas. Se quiser concentrar ainda mais sabor, adicione alguns cubos de músculo à mistura. Retire a espuma que se formar durante a cocção, coe, transfira para potinhos e congele.

 

Verduras

Aproveite o dia de feira ou de entrega da sua cesta orgânica para adiantar a vida. De uma só tacada, lave e esterilize as folhas que serão usadas como salada durante a semana, como o alface, o agrião e a rúcula, por exemplo. Deixe-as secar bem e guarde em saquinhos limpos, prontas para o consumo.

Outras folhas, como a de couve, almeirão, mostarda, acelga e escarola podem ser cozidas e armazenadas por muito mais tempo no congelador. Assim, quando acabar a verdura fresca, você ainda terá muito verde prontinho para ser consumido antes de precisar voltar às compras. Ah, mas eu não gosto de verdura cozida pura! É só usar a imaginação e combiná-las nas preparações. Já experimentou bolinho de arroz com folhas de cenoura? E feijão com mostarda? Rap10 com escarola puxadinha no alho? Omelete com couve? E olha que citei apenas os pratos mais rápidos de fazer, hein.

 

Ervinhas finalizadoras

Um pouco de salsinha e cebolinha na hora de servir pode levantar o sabor e a aparência de muitos pratos. Mas você não precisa ter uma horta em casa para isso. Mais uma vez, congela, santa! Lave bem os maços. Deixe secar (isso é muito importante para não queimar as folhas e alterar o sabor). E pique fininho. Transfira para potinhos e congele. Na hora de usar, raspe com um garfo para soltar a quantidade desejada e volte rapidinho para o freezer. Se ficar descongelando e congelando de novo estraga.

Se seguir esses quatro itens garanto que sua vida será muito mais simples na hora de cozinhar. O resto é traquejo e boa vontade.

Ah, uma boa panela de pressão também ajuda horrores a ganhar tempo. Mas isso fica para outro post. Me cobrem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *