Abobrinha em dois tempos

postado em: Gourmet | 0

Esse fim de semana acordei com uma missão, precisava liquidar com as abobrinhas que há quase 15 dias resistiam bravamente na geladeira. Durante a semana, algumas delas já haviam sido usadas em uma sopa e eu não estava a fim de repetir o refogado clássico que sempre me salva. Tinha certeza de que estava subaproveitando o potencial disponível.

Duas simples abobrinhas motivaram um sábado cheio de sabores. Flickr Katherine Martinelli
Duas abobrinhas motivaram um sábado cheio de sabores. Foto: Flickr CC/ Katherine Martinelli

Ainda na cama comecei a pesquisar na internet. Achei receita de quiche de abobrinha, abobrinha gratinada e até espaguete de abobrinha, mas ainda não era isso. Queria algo diferente. Até que no blog da Ale Blanco, o Comidinhas , achei uma receita de pão, com uma foto tão linda, que comecei a salivar na hora. Era isso. O preparo original, diz ela, foi tirado do livro “Cozinhando para Amigos”, da Heloisa Bacellar.  Mas como eu não tenho (falha grave), segui por lá mesmo.

Acontece, que a lista de boas opções não parava por aí (como eu amo o Google!). E incluía um bolo de chocolate e abobrinha, sugerido pelas meninas do Noz-Moscada para os dias de outono. Outono, inverno, acho que tá valendo. Confesso que a princípio a combinação soou meio estranha (a receita original é do livro “The Kinfolk Table”), mas, de novo, as fotos estavam tão incríveis (ok, as fotos delas são sempre incríveis), que precisava tentar.

Resultado, não consegui me decidir por uma só receita e resolvi fazer as duas. Comecei relando as duas abobrinhas que tinha pra ver quanto iam render e… descobri que ia faltar exatamente uma xícara. Como não queria abortar o plano inicial, e a Ale já tinha dado a dica de que é possível substituir a abobrinha por cenoura ou beterraba, resolvi fazer um mix. Ralei uma xícara de cenoura e, uma hora e meia depois, voilà, pão de abobrinha com cenoura saindo quentinho do meu forno.

Olha que cara boa fica o pão de abobrinha com cenoura; coloridinho e macio
Olha que cara boa fica o pão de abobrinha com cenoura: colorido e macio

Segui as duas receitas à risca – tirando o molho rápido em que deixei as tirinhas. Trauma de já ter perdido muita abobrinha refogada por excesso de amargor. Então, seguro morreu de velho. Mas espremi bem antes de usar. No bolo, também não queria os pedacinhos brigando com as gotas de chocolate, então mantive a forma ralada ao invés dos cubinhos indicados. Mas foi só.

O resultado foram dois quitutes macios, molhadinhos e muito saborosos, que fizeram o meu dia (e de quem mais me encontrou no sábado). Se mudaria alguma coisa? Talvez reduzisse um pouco a quantidade de óleo de ambos, mas pode ser que perca em umidade. Vou tentar numa próxima e aviso. Por hora, ficam as receitas do jeito que usei para quem quiser experimentar. Depois me contem.

Olha como fica por dentro. Dá para resistir?
Por dentro a gente nota melhor a presença da abobrinha e da cenoura. Dá para resistir?

PÃO DE ABOBRINHA E CENOURA
Ingredientes:
2 xícaras de abobrinha ralada
1 xícara de cenoura ralada
3 xícaras de farinha de trigo
4 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de chá de sal
1 pitada de pimenta-do-reino
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 xícara de óleo
1 e 1/2 xícara de queijo parmesão ralado
4 ovos
Manteiga e farinha de trigo para untar

Modo de preparo:
Unte com manteiga e farinha uma forma média de bolo inglês (eu usei a de silicone). Pré-aqueça o forno a 180ºC enquanto prepara a massa.
Junte primeiro os secos – farinha, fermento, sal, pimenta e bicarbonato. Reserve.
Na batedeira, misture o óleo, o parmesão e os ovos até que fique um creme esbranquiçado. Junte a abobrinha e a cenoura. Com uma espátula, misture bem e, aos poucos, vá acrescentando os secos. Usar as mãos pode ser bem útil nessa etapa.
Coloque a massa na forma e asse até que o pão cresça e fique dourado. (A receita original fala em cerca de 40 minutos, mas em casa levou pouco mais de uma hora) Para saber se está bom, faça o teste do palito de dente (enfie bem no meio, até o fundo da massa, e veja se ele sai limpinho).
Espere esfriar um pouco (eu sei que pão quente é bom, mas calma), desenforme e corte em fatias para comer.

Agora, a receita matadora.  Fiquei pensando depois, que um coulis de frutas vermelhas cairira bem para acompahar. Mas não deu tempo. Acabou antes
Agora, o bolo de chocolate matador. Fiquei pensando depois que um coulis de frutas vermelhas cairira bem para acompahar. Mas não deu tempo. Acabou antes.

BOLO DE CHOCOLATE E ABOBRINHA
Ingredientes:
2 1/2 xícaras de farinha de trigo
1/4 xícara de cacau em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de canela em pó
1/2 colher de chá de cravo em pó (se não tiver, você pode socar bem os cravos num pilão e coar)
1/2 xícara (115 g) de manteiga em temperatura ambiente
1/2 xícara de óleo vegetal (usei o de milho)
1 3/4 xícara de açúcar
2 ovos em temperatura ambiente
1/2 xícara de buttermilk (você pode fazer em casa, misturando meia xícara de leite integral e o suco de um limão)
1 colher de chá de extrato de baunilha
2 xícaras de abobrinha picada em pequenos cubos (ou ralada)
1/2 xícara de chocolate meio amargo picadinhos
Manteiga e farinha para untar a forma

Modo de preparo:
Unte com manteiga e farinha uma forma de 33 x 23 cm. Pré-aqueça o forno a 170ºC enquanto prepara a massa.
Em um bowl, misture os secos – farinha, cacau, bicarbonato de sódio, fermento, canela e cravo em pó. Reserve.
Prepare o buttermilk e junte a baunilha. Reserve.
Na batedeira, bata a manteiga, o óleo e o açúcar na velocidade média, por 3 minutos. Junte os ovos e bata bem. Adicione o buttermilk aromatizado e, aos poucos, acrescente os secos até ficar uma massa homogênea.
Com a ajuda de uma espátula, misture a abobrinha e os chips de chocolate (reserve alguns). Transfira a massa para a forma untada e finalize com o restante do chocolate.
Asse por 35 a 40 minutos, até que, ao colocar um palito de madeira no meio, ele saia limpo. Deixe esfriar antes de desenformar e morrer de amores. Fica perfeito para acompanhar o café.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *