Caldinho com cachaça para esquentar

postado em: Gourmet | 0

Botequeiro que é botequeiro de verdade não foge do bar nem nos dias mais frios. E não estamos falando de encher a cara e beber até cair. Mas da delícia que é encontrar os amigos em volta da mesa coberta de petiscos e, não sejamos cínicos, copos cheios.

Como o frio me gela a mão nessa época, tendo a trocar a cerveja pela cachaça – em doses bem menores, claro. E, para acompanhar, um bom caldinho de feijão tem temperado. Dose dupla de calor para somar ao humano. Melhor que lareira.

IMG_2403_Pirajá_Caldo verde_ Antonio Rodrigues
Caldo verde do Pirajá: creme de batata com couve e bacon, servido com “pipoca” de mandioca com parmesão. Foto: Antônio Rodrigues/Divulgação

Para quem quiser variar e testar novas harmonizações – será que a Boazinha combina melhor com caldinho de sururu ou mocotó? Ah, deixa de frescuras! –, o Pirajá, em Pinheiros, ampliou a oferta até o fim do inverno.

O creme de milho, leva também bacon e alho poró. Foto: Antônio Rodrigues/ Divulgação
O creme de milho leva também bacon e alho poró. Foto: Antônio Rodrigues/ Divulgação

Ao lado dos clássicos, entram no cardápio o caldinho de feijão de corda, o caldo verde, o creme de agrião e o creme de milho com bacon e alho poró. Todos servidos em canequinhas de ágata e acompanhados de “pipoca” de mandioca com parmesão. Preço: R$ 13 a unidade.

Posts Relacionados:

Deixe uma resposta