Cinco restaurantes para não perder no Rio de Janeiro

postado em: Gourmet | 0

Já faz alguns anos que a cena gastronômica no Rio vem competindo quase de igual para igual com a paisagem. E tem coisa mais prazerosa do que comer bem com uma pela vista, ou depois de satisfazer as papilas, ajudar a digestão com uma caminhada de encher os olhos? Pois aí vai um miniroteiro de restaurantes que estão ajudando a Cidade Maravilhosa a ser ainda mais atraente.

Mauá
Localizado no último andar do MAR, Museus de Arte do Rio, inaugurado em 2013 em meio ao caos das obras que ainda tomam o entorno da Praça Mauá, o restaurante aposta em pratos moderninhos à base de ingredientes brasileiros e não decepciona. Aposte no espagueti de pupunha com frango recheado com queijo manteiga e bacon, com vinagrete de tamarindo. De sobremesa, não deixe de provar o bolinho de chuva com doce de leite e amêndoas. Na verdade, vale a pena ir lá só pra comê-los e ver a incrível arquitetura do novo museu.

Espagueti de pupunha com frango com bacon, recheado com queijo manteiga e vinagrete de tamarindo, no Mauá
Espagueti de pupunha com frango com bacon, recheado com queijo manteiga e vinagrete de tamarindo, no Mauá
Bolinho de chuva mais leve que o ar, com doce de leite, crocante e amêndoas, no Mauá. Sobremesa pra sair voando
Bolinho de chuva mais leve que o ar, com doce de leite, crocante e amêndoas, no Mauá. Sobremesa pra sair voando

– Pipo
Do chef Felipe Bronze, a casa na rua Dias Ferreira (número 64)tem pretensões de ser boteco, mas está mais para uma lanchonete moderninha (esqueça a cozinha molecular aqui), com pratos pra compartilhar e porções bem boas, a preços nada camaradas (mas vale a pena). Pontos para o porquinho laqueado ao gengibre e tucupi e o inesquecível sanduíche de ostra empanada. Pequena que era tão pequenininho!

Sanduíche de ostra empanada com maionese de ostra. Por que mesmo não tem versão maxi?
Sanduíche de ostra empanada com maionese de ostra. Por que mesmo eles não fazem uma versão maxi?
Porquinho marinado no tucupi com moyashi, no Pipo. Grata surpresa
Porquinho marinado no tucupi com moyashi, no Pipo. Grata surpresa

– CT Boucherie
Claude Troisgros é sinônimo de boa comida no Rio. Com quatro casas em formatos que combinam a informalidade do carioca, com a qualidade francesa, o chef do programa “Que Marravilha”, da GNT, nunca decepciona. Na Boucherie, o foco são as carnes. Você escolhe um corte e se delicia com os acompanhamentos que chegam aos pouco, e sistema de rodízio, servidos na própria panela ou assadeira. Não deixe de provar os legumes na manteiga, a farofa de pão e o purê de maçã.

Absolutamente tudo no CT Boucherie é delicioso. Claude, me ensina a fazer a farofa de pão?
Absolutamente tudo no CT Boucherie é delicioso. Claude, me ensina a fazer a farofa de pão?

– Reserva TT Burger
Seguindo a mesma verve do pai, o jovem chef Thomas Troisgros inovou com sua lanchonete gourmet, no Arpoador. O cardápio só tem um único hambúrguer, que você pode desconstruir e tirar algo que não lhe agrade (nem pense em fazer isso com o picles de chuchu ou o catchup de goiabada. São deliciosos!). De vez em quando o sanduíche ganha um ingrediente surpresa para sair da mesmice e provar que é possível ficar ainda melhor. Mas importante mesmo é pedir o milkshake (que eles chamam de Sacode) de doce de leite com flor de sal. Inesquecível.

Milkshake, ou Sacode, como eles gostam de chamar, de doce de leite com flor de sal, no TT Burger. Combinação perfeita
Milkshake, ou Sacode, como eles gostam de chamar, de doce de leite com flor de sal, no TT Burger. Combinação perfeita

– Roberta Sudbrack
Um dos restaurantes mais conceituados – e caros – do Rio, a casa da chef Roberta Sudbrack é daqueles dignos de celebrações e pompas. Às sextas-feiras, na hora do almoço, é possível provar o menu degustação (com entrada, prato principal – uma das opções é o picadinho que ela servia para o ex-presidente FHC no Planalto – e sobremesa), por R$ 155. Mas, pelo preço, deixa a desejar. Não que não seja bom, longe disso, mas talvez se tenha mais espaço para surpresas memoráveis à noite, quando a variedade de pratos é maior.

Costelinha de alfaiate com purê de batata feito por Roberta Sudbrack. De derreter na boca.
Costelinha de alfaiate com purê de batata feito por Roberta Sudbrack. De derreter na boca

* Imagens: Juliana Bianchi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *