Cursos de gastronomia para aprimorar o prazer de cozinhar

postado em: Gourmet | 1

Por mais que a gente adore ver programas de culinária, não perca a oportunidade de conhecer um novo restaurante e colecione receitas compulsivamente, colocar a mão na massa é bem diferente. Muito mais prazeroso, sim. Mas sair experimentando combinações e técnicas em voo solo nem sempre é caminho fácil.

Para os marinheiros de primeira viagem (ou aqueles que querem aperfeiçoar a prática), matricular-se em aulas livres e cursos de gastronomia pode ser uma forma de reduzir as frustrações e encurtar o caminho para os aplausos dos amigos.

Abaixo, uma pequena lista de onde encontrar escolas, cursos livres, escolas e aulas temáticas de gastronomia em São Paulo para ajudar na busca. Deixo de fora as faculdades e cursos profissionalizantes porque o foco aqui é prazer. Certo?

Aula de cebola (feita com todas as técnicas possíveis e imagináveis) na Escola Wilma Kövesi
Aula de cebola (feita com todas as técnicas possíveis e imagináveis) na Escola Wilma Kövesi

– Escola Wilma Kövesi – Verdadeiro baluarte no ensino da arte de cozinhar em São Paulo, por suas cozinhas (uma delas com fogões individuais para os alunos) passam diariamente dezenas de chefs renomados como Paola Carosella, Neka Mena Barreto, Carla Pernambuco (pra citar apenas os mais “televisivos”). Seja para ministrar aulas, seja para participar de degustações e eventos. Na grade de opções, cursos temáticos, básicos e avançados.

Senac – O curso profissionalizante da instituição é um dos mais reconhecidos do País. Principalmente os ministrados em Campos do Jordão (onde há um master em parceria com a francesa Lenôtre) e Águas de São Pedro. Mas há espaço também para amadores em busca de mais técnica e conhecimento em cursos temáticos de curta e média duração.

Escola de Artes Culinárias Laurent Suaudeau – Optar por um curso com o mestre Laurent é uma decisão importante a ser tomada. Não só pelo preço (bem mais salgado do que os demais), mas pela seriedade com que a gastronomia é tratada dentro desse domínio onde as bases da clássica cozinha francesa ditam as normas. Para quem quer ter só um gostinho, há também workshops de uma noite com o próprio chef.

– Na Cozinha –  No andar de cima do restaurante do chef Carlos Ribeiro, um profissional pra lá de querido e experiente, que ama pesquisar e dividir conhecimento, o espaço de eventos vive cheio de alunos dos mais diversos cursos e demonstrações. Oferece de aulas básicas a cursos temáticos. 

Os chefs Elzinha Nunes e Carlos Ribeiro, durante aula-demonstração no Na Cozinha
Os chefs Elzinha Nunes e Carlos Ribeiro, durante aula-demonstração no Na Cozinha

Atelier Gourmand – Outro clássico endereço de cursos de culinária na cidade, conhecido por receber grandes chefs. Mas a grade de cursos têm estado meio irregular. Vale dar uma ligadinha ao invés de só confiar no site.

– Madame Aubergine –  Localizado no coração do Itaim é um espaço mais que simpático para ter aulas avulsas, sobre temas que chamam sua atenção no momento. Sejam assados, massas ou risotos.

Meus primeiros sushis após três horas de aula no Sassá. Orgulho!
Meus primeiros sushis após três horas de aula no Sassá. Orgulho!

Accademia Gastronômica – Com professores especializados em diferentes áreas, é ótima para quem quer focar em uma determinada cozinha (ainda que também tenha aulas só para aprender as técnicas básicas). Diferencial: as bancadas individuais totalmente equipadas para você testar as receitas ali mesmo.

Para quem busca algo mais especializado, o restaurante Sassá Sushi também pode entrar na lista se o interesse for cozinha japonesa. Dividido em módulos de três horas (básico, intermediário e avançado), dá uma boa base para sair brincando de sushiman em casa. Se o foco for pães, invista em um ou mais módulos na Levain Escola de Panificação, do mestre Rogério Shimura. Impossível sair de lá sem dominar a selvageria dos levedos naturais. Massas e embutidos? Corre para cozinha do chef Sauro Scarabotta, cujas aulas só acontecem de sábado.

Posts Relacionados:

Uma resposta

  1. Podem mandar cursos de culinária no Rio de Janeiro?

Deixe uma resposta