O melhor bolo de fubá cremoso do mundo

postado em: Gourmet | 0

Foi a Camila Dutra, minha mestre boleira do @feitocomamor, que acendeu a faísca que estava adormecida. Tinha ela que começar a pesquisar receita de broa de fubá cremosa? Na hora senti na boca o gostinho do bolo – a gente chamava de bolo, não broa, ainda que na verdade mais lembre um pudim – de fubá cremoso da minha mãe. Não sei de onde veio a receita, o quanto ela foi adaptando e quantas vezes foi repetida até chegar no ponto. Mas sei que ela saía do forno desde que me conheço por gente. Nas horas festivas, com a casa cheia de gente. E também nas horas em que o nada nos empurra pra cozinha pra preencher o vazio.

Estava decidido, ia fazer bolo de fubá cremoso no Carnaval e matar a saudade. Para aplacar a ansiedade decidi já deixar a receita na mão. Achá-la entre os nove cadernos de receita herdados ia dar trabalho. Só que não. Provavelmente para facilitar a vida (dela, minha mãe, que repetia a fórmula à exaustão) a dita cuja estava escrita à mão bem na aba interna da capa do primeiro caderno que peguei (o que ela mais usava). Aí não deu pra esperar.

Certa de que tinha todos os ingredientes, decidi fazer ontem à noite mesmo, pra comer no jantar. Sim, amigos, sou daquelas que troca sobremesas por refeições inteiras. Me julguem. Nem ligo. Mas não tinha fubá. Acabou na manjubinha empanada. Sem problemas. Saí pra comprar na chuva, juntei tudo no liquidificador e em uma hora de fogo baixinho estava pronto.

Comi ainda quente, como se não houvesse amanhã. Cortei umas fatias e coloquei no congelador pra agilizar o processo. Frio, com o pudinzinho de cima e a crosta macia de baixo mais firmes,é ainda melhor. Comi, comi, até cansar. Consciência pra quê? Dormi feliz. Difícil agora é resistir ao que sobrou.

Para quem quiser experimentar, aí vai a receita fácil, fácil.

BOLO DE FUBÁ CREMOSO

Ingredientes:
3 ovos
1 l de leite
300 g de açúcar
15 g de manteiga
100 g de queijo ralado
110 g de fubá mimoso
10 g de fermento em pó

Junta tudo no liquidificador. Bate bem (fica bem líquido, não se assuste).
Despeja em forma untada com manteiga e farinha e leva com cuidado para o forno pré-aquecido a 180 graus C.
Vai levar de 50 a 60 minutos pra ficar pronto, depende do forno.
Pra ver o ponto, esqueça o palitinho. Vai sempre sair melecado por causa do pudim. O negócio é ir sentindo a malemolência da mistura. Quando ao mexer de leve a assadeira estiver com a consistência de gelatina firme é porque está pronto.

Cuidado pra não queimar a boca ao provar quente. Mas vale a pena.

Depois me conta o que achou.

Ah, a receita da Camila Dutra também tá lá no site dela. É um pouco diferente. Não testei, mas deve ficar igualmente boa. Quem quiser comparar, vá em frente. Depois comenta aqui.

Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *