Um app para descobrir as cozinheiras ao redor

postado em: Gourmet | 0

Numa matéria que fiz para o jornal Valor Econômico no início do ano sobre tendências na área da alimentação apontava como principal item a revolução que a tecnologia ainda deverá trazer para essa área, não apenas na forma como fazemos ou produzimos os alimentos, mas principalmente no negócio da alimentação.

Um dos exemplos dados era o forte movimento de entrega de comidas pelo qual passaríamos nos próximos meses, tendo como indicador primordial as recentes experiências do Uber e Amazon nesse segmento em Nova York e São Francisco. Ambos ajudando a engrossar um sistema que, convenhamos, já existe há muito tempo graças principalmente às pizzarias.

Mas não fica por aí. Há alguns meses fui apresentada a um novo aplicativo, o Apptite, cujo principal objetivo não era ligar pessoas com fome a restaurantes, como vem acontecendo desde sempre. Mas conectá-las a cozinheiros amadores, que fazem de suas cozinhas um local sagrado de doação de sabores e, em muitos casos, um plano B para ser feliz e, por que não, ganhar dinheiro. Tipo, eu.

Olha eu no Apptite!
Mãe, olha eu no Apptite!

E, melhor, com a ajuda de um sistema de geolocalização, ainda prioriza aqueles que estão mais próximos da sua região. Assim você pode dispensar o motoboy e retirar sua encomenda diretamente com a cozinheira quando estiver a caminho de casa ou do trabalho. Comida com história fica tão mais saborosa! Fora o adorável toque de sustentabilidade, valorização do pequeno produtor artesanal e do comércio de bairro que tem nisso, né?

Pelo filtro você escolhe que tipo de comida quer pedir, quando e vê o que há mais perto de você
Pelo filtro você escolhe que tipo de comida quer pedir, quando e vê o que há mais perto de você

Em apenas dois meses, o aplicativo (disponível na Apple Store e Google Play) já reúne mais de 120 cozinheiros em diferentes bairros de São Paulo e pretende, até o segundo semestre de 2016, fazer sua estreia no Rio de Janeiro. Corre lá pra ver. Encomenda uma torta, um bolo, uma quiche de outro colega, ou o que mais lhe fizer salivar, e vem fazer parte dessa rede. Quem sabe a sua vizinha vende algum prato delicioso e você nem sabe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *