Vamos à la praia no inverno

postado em: Cultura, Gourmet, Viagens | 0

Se você faz o tipo que gosta mais de praia no inverno do que no verão (eeeeeeeu!), chegou a nossa, ops, sua vez. É nos meses mais frios que as ondas ficam mais agitadas – o que garante uma paisagem sensacional para longas meditações –, as areias se esvaziam, assim como as estradas, os mercados e padarias, não há riscos de faltar água e os preços de aluguéis e pousadas voltam a ficar um pouco mais realistas.

Praia sem sol escaldante ainda é praia. E sem muvuca
Praia sem sol escaldante ainda é praia. E sem muvuca

Assim, com sorte, é possível passar um belo fim de semana com sol ameno para garantir a produção de vitamina D em alta sem aquela muvuca. De quebra, você ainda vai encontrar festivais gastronômicos e atendimento muito mais atencioso nos restaurantes, bares e peixarias.

Se você ainda precisa de mais alguma desculpa para fugir para o litoral nos próximos meses, aí vão três dicas para colocar na agenda. Mas atenção, elas envolvem muvuca e filas, bem na vibe oposta à de cima. Mas, às vezes vale a pena. E há até quem goste.

polvo buzios(4)
Polvo à galega do restaurante Rincón, um dos participantes do Festival Gastronômico de Búzios. Foto: Divulgação/ Fábio Rossi

A primeira é o Festival Gastronômico de Búzios (RJ), que acontece nos dois primeiros finais de semana de julho (ou seja, dias 3, 4, 10 e 11). Na 14ª edição, o evento contará com a participação de 45 restaurantes do balneário – entre eles os conhecidos Alessa, Satyrico, Salt e Cigalon – servindo entradas (R$ 15), pratos principais (R$ 20) e sobremesas (R$ 15) em barraquinhas pelos principais polos turísticos da cidade.

Entre os pratos estão o Polvo a Galega, do Rincón, o Spaghetti di Arroz com Lagostim, do Salt, e o Filé de garoupa em crosta de amêndoas com bobó de camarão, do Pátio Havana.

Uns dias antes, 1º de julho, começa o Festival Literário Internacional de Paraty (Flip), que neste ano homenageará Mário de Andrade. Até 5 de julho a cidade será tomada por palestras, oficinas literárias e eventos culturais diversos. O destaque é a presença do jornalista e escritor italiano Roberto Saviano, jurado de morte pela máfia da Itália por ter escrito o best-seller “Gomorra”.

Mais para frente, entre os dias 13 e 16 de agosto, a cidade volta a justificar a visita com a edição anual do Festival da Pinga. Boa oportunidade de conhecer diferentes resultados de destilação e desbravar os restaurantes da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *